Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O Mundo da Inês

Neste blog vou falar e expressar as minhas opiniões sobre vários assuntos. Espero que visitem o meu mundo!

O Mundo da Inês

Neste blog vou falar e expressar as minhas opiniões sobre vários assuntos. Espero que visitem o meu mundo!

Estou de dieta forçada

publicado por O Mundo da Inês, 29.04.15

Resultado de imagem para gastroenterite

 

Desde domingo que ando mal do estõmago e dos intestinos.

Não posso comer as coisas que mais gosto, e as que devo comer não me agradam.

Tenho andado a beber chá, mas já não me sabe bem. Peixe ou carne cozida não gosto. Iogurtes naturais também não. O meu jantar tem sido fruta, porque não consigo comer mais nada.

O almoço é um bocadinho melhor - carne grelhada e arroz. Mas como é nessa altura que como um pouco mais, volto a ficar pior.

Estou a ver que tenho mesmo que ir ao médico, se isto não passar. 

E, a continuar assim, ainda perco uns quilinhos. Não que me façam falta.

Mas estou de dieta forçada, e não gosto.

 

Doenças estranhas

publicado por O Mundo da Inês, 16.03.15

transferir (7).jpeg

 

Há doenças muito estranhas que nunca tinha ouvido falar.

Há 3 anos apareceram-me umas pintinhas nos pés e nas pernas. Fui ao médico que me mandou pôr pomada e voltar lá dali a uns dias.

Quando voltei, já tinha muitas dores e mal conseguia andar. Fiquei logo internada. Tinha púrpura.

Não há medicação para esta doença, a não ser descanso, e comprimidos para as dores. Estive uma semana no "Hotel 5 Estrelas", como lhe chamei. Só podia levantar-me para ir à casa de banho e tive que fazer uma dieta especial.

Púrpura de Henoch Shönlein é uma inflamação dos vasos sanguíneos, mas é difícil descobrir a causa.

É muito comum na infância. É perigosa porque pode afectar os rins.

Depois de sair do hospital, estive mais um mês em casa. Foi complicado porque nesse período ia ter os testes intermédios. Mas a minha mãe ia trabalhar de manhã, e à tarde ficava em casa comigo a explicar-me a matéria.

Finalmente, voltei à escola. Já tinha saudades dos meus colegas e da professora. E consegui tirar boas notas!

Hoje, já estou totalmente curada, mas ainda andei quase 2 anos com as pintinhas a aparecer e desaparecer, e em consultas de vigilância.