Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Mundo da Inês

Neste blog vou falar e expressar as minhas opiniões sobre vários assuntos. Espero que visitem o meu mundo!

O Mundo da Inês

Neste blog vou falar e expressar as minhas opiniões sobre vários assuntos. Espero que visitem o meu mundo!

Divertida Mente - o filme deste verão!

publicado por O Mundo da Inês, 23.06.15

 

Então vou aqui contar-vos um pouco do filme, para vos entusiasmar ainda mais a vê-lo!

Com o nascimento da Riley, surge a primeira personagem, que é a Alegria. E é esse sentimento que vai fazer parte dos primeiros momentos da vida da pequena Riley.

Mas será por pouco tempo porque, à medida que cresce, outros sentimentos se vão juntando e habitando o "quartel general" do cérebro da Riley. A Tristeza, o Medo, a Repulsa e a Raiva.

 

 

Todos eles têm a sua função, todos são importantes e complementam-se. A esta altura, estamos a ver o filme e já a imaginar personagens como aquelas na nossa cabeça!

Além do "quartel general", existem as ilhas, como a Ilha da Palhaçada, a Ilha da Família ou a Ilha da Honestidade, que fazem parte do carácter da Riley.

 

 

Tudo corre bem até que a família da Riley muda de casa e inicia uma nova vida. A Riley não está muito satisfeita, mas a Alegria tenta resolver essa situação. Ela acha que só ela pode ajudar, e que para tudo há uma solução. Tenta a todo o custo que a Riley não se sinta triste.

Isto porque a Tristeza anda a tocar nas memórias felizes da Riley e a torná-las tristes. Por isso, a Alegria põe a Tristeza bem longe da consola de comandos e das memórias, mas vai haver um acidente.

 

 

Todas as memórias essenciais são sugadas e, com elas, a Alegria e a Tristeza.  Sem as duas lá, quem fica encarregue de tudo são a Repulsa, a Raiva e o Medo, que tentam o melhor que podem mas acabam por estragar ainda mais.

As ilhas vão caindo à medida que a Riley entra em depressão, a consola de comandos deixa de funcionar e a Riley deixa de sentir o que quer que seja. 

 

 

A Alegria vai perceber, na sua aventura para regressar ao "quartel general", que ela não é a única que faz falta no cérebro da Riley, nem a mais importante. Vai perceber que nem sempre tem razão, e que não é a dona da verdade.

E que a Tristeza também é importante, para que depois possa haver Alegria! Vai ser a Tristeza, que no início parecia desastrada e inútil, a grande responsável pelo retorno à normalidade no cérebro da Riley!

 

 

Durante o filme, também vemos algumas vezes o que se passa no cérebro dos pais da Riley e, mesmo no fim do filme, vão aparecer várias personagens onde vamos ver os sentimentos dentro de todas, até nos animais!

No fundo, este filme faz-nos perceber como funciona a nossa cabeça, o que acontece lá dentro e como isso se vê cá fora!

 

E tudo vai terminar bem!

 

Quem é que já viu e quer dar a sua opinião?

E quem é que ainda não viu, e quer muito ir vê-lo?

 

Eu recomendo, para pais e filhos!

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.