Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Mundo da Inês

Neste blog vou falar e expressar as minhas opiniões sobre vários assuntos. Espero que visitem o meu mundo!

O Mundo da Inês

Neste blog vou falar e expressar as minhas opiniões sobre vários assuntos. Espero que visitem o meu mundo!

29
Jun15

Passei no Casting!

O Mundo da Inês

Férias 2013 75.jpg

 

Como vos tinha dito, ontem foi então o dia do casting na agência de modelos Space Milan Models.

Chegámos um pouco antes da hora marcada, e penso que isso foi um ponto a favor, até porque apontaram lá a hora a que chegámos.

A minha mãe teve que preencher uma ficha com os meus dados, e pagar o casting. Mandaram-nos aguardar na sala de espera.

Fui chamada passados uns minutos, para fazer o casting com a directora de casting Celina Machado, que é muito divertida, simpática e atenciosa. Primeiro fez algumas perguntas sobre mim, se era a primeira vez, o que é que eu gostava, pediu-me para lhe mostrar as unhas (para ver se eu tinha o hábito de as roer)!

A seguir, pediu-me para desfilar, e fazer uma pose. Depois, pediu-me para fazer algumas poses à minha vontade enquanto ela fotografava. A seguir, ela pediu para eu fazer algumas expressões que ela ia dizendo, com a cara, também a fotografar. Por último, tive que simular um anúncio a uma água.

Disse-me que eu tenho o que é preciso e que nem parece que é a primeira vez que o faço. Que, como sou alta, posso mais tarde vir a desfilar em passerela. Que tenho "à vontade" e talento. Que sou bonita. E que os pequenos problemas podem ser contornados, porque ninguém é perfeito mas temos que saber tirar o melhor de nós.

Até aqui tudo bem. O pior foi o que veio a seguir. Só por ter feito o casting, fiquei agenciada, mas precisavam de alguma coisa sobre mim para mostrar aos possíveis clientes. Por isso, para seguir em frente e poder vir a ter mais oportunidades, tinha duas hipóteses:

- fazer uma formação completa em várias áreas como passerela, fotografia, consultoria de imagem, maquilhagem, etiqueta e psicologia, que tinha a duração de 3 meses, cerca de duas horas todos os sábados, e era caríssima, ou

- fazer um book, onde vão estar fotografias minhas que poderão apresentar aos clientes, e que fica um bocadinho menos caro (mas ainda assim é muito dinheiro).

Desta forma, há mais hipóteses de alguém me vir a escolher para algum trabalho. Por isso, a minha mãe concordou em fazermos o book, e vamos ter que lá ir mais duas vezes - uma para uma sessão teórica e outra para a sessão fotográfica.

É um investimento que pode não dar em nada. Estou mentalizada para isso. Mas, se vier a ser escolhida, vou ficar feliz. E posso ir juntando algum dinheirinho. Mas já valeu a pena esta experiência!

 

 

16 comentários

Comentar post

Pág. 1/2